Home | Glossário | Fale conosco  

 

  

 

O contexto mundial da produção de petróleo (e seus derivados)

 

Um dos grandes problemas ligados à economia petrolífera é que há uma desconexão entre as áreas produtoras e as consumidoras de petróleo; excetuando os Estados Unidos e a Rússia que são, ao mesmo tempo, grandes produtores e grandes consumidores, as demais áreas produtoras se situam em países e regiões subdesenvolvidas – Venezuela, África do Norte e Oriente Médio – e as demais áreas grandes consumidoras se situam nos países industrializados da Europa Ocidental e Central e no Japão, que não têm produção importante de petróleo. O consumo de petróleo mundial atual é da ordem de 3 bilhões de toneladas ao ano.

 

Na América Latina, a Venezuela, até 1961, era o segundo produtor mundial, mas vem sofrendo uma forte crise no crescimento e sua produção, em virtude do alto custo da mesma, o que dificulta a competição com as áreas em que a produção é obtida por custo menos elevado e também por depender quase inteiramente da demanda do mercado internacional e dos interesses das companhias estrangeiras que exploram o seu petróleo e têm interesses também em outras áreas. Convém ainda frisar o grau de importância política-econômica da OPEP (Organização dos Países Exportadores de Petróleo) que determinam aumento ou redução da produção mundial e conseqüentemente aumento ou redução dos preços do produto numa determinada época, influenciando diretamente a economia dos países que dependem do petróleo. Na América Latina, Venezuela e Equador são membros desse Cartel (OPEP).

 

Eduardo Frigoletto de Menezes

 

 

Menu Recursos Energéticos

frigoletto@bol.com.br

Frigoletto.com.br - A geografia em primeiro lugar

Copyright © 2000 - 2004 Eduardo Frigoletto de Menezes. All Rights Reserved