Home | Glossário | Fale conosco  

 

  

 

A produção de energia hidrelétrica

 

A utilização das águas correntes para a produção de energia elétrica tem atualmente grande importância econômica além de se constituir numa energia limpa (não poluidora) e que não depende de resíduos fósseis. Na Europa, a partir de 1861 e, de lá para cá no restante do mundo é que o emprego desse tipo de energia vem crescendo acentuadamente. De de 1929 a 1995, a produção mundial passou de 291 milhões para cerca de 10 trilhões de kWh (aumento de quase 40 vezes).

 

Entretanto a instalação de hidrelétricas demanda grandes investimentos de capital na construção de suas barragens e de redes de transmissão de energia a distâncias que chegam a ultrapassar até 1200 km em alguns casos.

 

Outro grave problema desse tipo de energia, é que ela não pode ser armazenada, sendo consumida à medida que vai sendo gerada. Nesse caso, há continuamente o perigo de uma falta de energia acentuada (black-out).

 

Destacam-se como produtores de energia elétrica os Estados Unidos, a China, o Japão, a Rússia, o Canadá, a Índia, a Alemanha e o Reino Unido.

 

No caso do Brasil que consome mais petróleo do que produz, a energia hidrelétrica é muito importante. Além disso, o tipo de relevo brasileiro e seus rios caudalosos, favorecem a construção de hidrelétricas tais como: Itaipu, Xingó, Furnas, Três Marias, Urubupungá, Boa Esperança, entre outras, representando o Brasil nesse caso uma exceção em relação à grande maioria dos demais países que têm outros tipos de energia, como produção principal (por exemplo, a energia termelétrica).

 

Menu Recursos Energéticos

frigoletto@bol.com.br

Frigoletto.com.br - A geografia em primeiro lugar

Copyright © 2000 - 2004 Eduardo Frigoletto de Menezes. All Rights Reserved