Home | Glossário | Fale conosco  

  

 

Novembro de 2003

 

IBGE: 70% das favelas estão nas grandes cidades

 

A Pesquisa de Informações Básicas Municipais (Munic) 2001, realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), divulgada hoje, revela que as 32 maiores cidades do Brasil concentram 70% dos domicílios em favelas.

 

De acordo com o IBGE, em 2001, 1.269 prefeituras brasileiras (23%) declararam que havia favelas, mocambos, palafitas ou assemelhados em seu município. Porém, apenas 13% afirmaram possuir cadastro desse tipo de moradia.

O total de favelas cadastradas é de 16.433, e nelas existem 2.362.708 domicílios cadastrados. Desses domicílios, 1.654.736 (70%) estão localizados nos 32 maiores municípios do país (com mais de 500 mil habitantes). Todos os 32 grandes municípios declararam que havia favelas em seu território.

 

Entre as Grandes Regiões, a que mais possui domicílios cadastrados em favelas, em números absolutos, é a Sudeste, com 1.405.009 domicílios distribuídos nas 6.106 favelas cadastradas. Na região, 23% (379 de 1.668) dos municípios disseram haver favelas em seu território.

 

Percentualmente, porém, a Região Sul é aquela em que mais municípios declararam possuir este tipo de situação habitacional (30% deles). A região possui 7.077 favelas cadastradas - mais do que o Sudeste - mas o número de domicílios situados nestes locais é bem menor (290.645). O Centro-Oeste é a região em que, percentualmente, menos municípios dizem ter favelas (10%).

 

Nas Regiões Metropolitanas, 79% dos governos municipais informaram que possuíam favelas ou assemelhados. Em 56% deles há cadastro deste tipo de moradia. Nas Regiões Metropolitanas de Belém, Grande Vitória e Baixada Santista, todos os municípios declararam possuir favelas.

 

Na Região Metropolitana do Rio de Janeiro, composta por 19 municípios, Seropédica foi o único que afirmou não ter favelas. Na Região Metropolitana de São Paulo, oito dos 39 municípios declararam que não possuem favelas.

Os dados fazem parte de um estudo aprofundado dos dados da Pesquisa de Informações Básicas Municipais (Munic) 2001, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), revela desigualdades entre os municípios brasileiros, em função de seu tamanho e localização geográfica.

 

Os municípios com mais de 500 mil habitantes e os situados nas regiões Sudeste e Sul têm maior oferta de cultura, instrumentos de justiça e incentivos à instalação de atividades econômicas. Entretanto, as administrações municipais destas cidades enfrentam problemas decorrentes da presença de favelas, cortiços e loteamentos irregulares.

 

Todas as informações da Munic são baseadas em questionário respondido pelas 5.560 prefeituras do País. A pesquisa também analisou o perfil dos prefeitos, a legislação municipal e os instrumentos de planejamento, além do processo de criação de novos municípios nas últimas décadas.

JB Online

 

ot14.gif (148 bytes) Menu Geo Urbanização

Frigoletto.com.br - A geografia em primeiro lugar

Copyright © 2000 - 2004 Eduardo Frigoletto de Menezes. All Rights Reserved