Os condicionantes humanos

Ao estudarmos os condicionantes naturais salientamos o poder que tem o homem de modificar estes condicionantes, desde que disponha de técnicas e de capital. Nas regiões temperadas da Europa observamos a ação do homem construindo grandes estufas que mantêm um microclima artificial, a fim de cultivar, no inverno, produtos de grande valor comercial que, por estarem fora de estação, alcançam ainda maiores preços. Nos desertos, levando água muitas vezes de grande distância, como fazem os israelitas no Neguev com o rio Jordão, o homem irriga áreas mais favoráveis, a fim de desenvolver a agricultura. Há casos, até, de culturas sem utilização de solos, como ocorre em Israel, em kibutz como o Ein Gheddi, no Mar Morto, em que o tomate é cultivado em canteiros cheios de cascalho, por onde circula a água enriquecida dos sais minerais necessários ao mesmo. Através de pesquisas biológicas, o homem ainda consegue obter variedades de determinadas plantas de ciclo vegetativo curto, podendo estender a sua cultura até áreas antes consideradas inadequadas às mesmas, como aconteceu com o trigo na Rússia e no Canadá.

Além desse tipo de influência, há uma série de fatos que condicionam a atividade agrícola. Assim, a cultura em larga escala, em caráter comercial, de determinado produto, só pode desenvolver-se em áreas acessíveis aos mercados consumidores; não devem ser cultivados em áreas distantes, mesmo havendo condições naturais favoráveis, produtos cujo acesso ao mercado seja dificultado, ou pelo elevado custo do transporte ou pela possibilidade de deterioração. A cultura da cana-de-açúcar no Nordeste do Brasil localizou-se inicialmente nas proximidades da costa, onde era fácil o embarque do açúcar, e só depois, com a abertura de estradas, é que a cultura se expandiu para o interior, ocupando grandes áreas. Com o café, na região Sudeste, foi necessária a construção de ferrovias que acompanhassem a marcha desta cultura, penetrando sempre para o oeste, a fim de trazer o produto até Santos, porto de embarque.

Menu Geo Rural

frigoletto@bol.com.br