Home | Glossário | Fale conosco  

  

Estrutura da população brasileira

 

Estrutura etária

 

Estrutura etária é a distribuição da população por idades. As faixas etárias e os respectivos intervalos de idades mais utilizados são os seguintes:

  • Jovens: 0 a 14 anos ou 0 a 19 anos.

  • Adultos: 15 a 59 anos ou 20 a 59 anos.

  • Velhos ou idosos: 60 anos ou mais.

O processo de modernização (urbanização-industrialização) ocorrido no Brasil ao longo das quatro últimas décadas acarretou significativas alterações na estrutura etária da população brasileira. A principal alteração foi a diminuição do percentual de jovens, devido à redução das taxas de natalidade, e o aumento do percentual de adultos e idosos, devido ao aumento da expectativa de vida.

Brasil: população absoluta e densidade demográfica por regiões (1991)

Região

População absoluta

Área
(km2)

Densidade demográfica (hab/km2)

Centro-Oeste

9.428.000

1.612.000

5,8

Norte

10.030.000

3.870.000

2,6

Sul

22.129.000

577.000

38,3

Nordeste

42.498.000

1.561.000

28,2

Sudeste

67.740.000

927.000

67,7

Brasil

146.825.000

8.547.000

17,2

* A população absoluta em 1995 era de 161.800.000 habitantes e a densidade é de 18,9 habs./km2.
Fonte: IBGE, Anuário Estatístico do Brasil, 1994.

 

Unidades Políticas de maior e menor população absoluta e densidade demográfica (1991)

 

Unidades Políticas

População absoluta

Área (km2)

Densidade demográfica

Mais populosos

São Paulo
Minas Gerais
Rio de Janeiro
Bahia
Rio Grande do Sul

31.588.000
15.743.000
12.807.000
11.867.000
9.138.000

249.000
588.000
44.000
567.000
282.000

127,0
26,8
291,0
21,0
32,4

Menos populosos

Roraima
Amapá
Acre
Tocantins
Rondônia

217.000
289.000
417.000
919.000
1.132.000

225.000
143.000
153.000
278.000
238.000

0,9
2,0
2,7
3,3
4,7

Maiores densidades

Rio de Janeiro
Distrito Federal
São Paulo
Alagoas
Pernambuco

12.807.000
1.600.000
31.588.000
2.514.000
7.127.000

44.000
5.800
249.000
27.000
98.000

291,0
276,0
127,0
93,0
73,0

Menores densidades

Roraima
Amazonas
Amapá
Mato Grosso
Acre

217.000
2.103.000
289.000
2.027.000
417.000

225.000
1.577.000
289.000
906.000
417.000

0,9
1,3
2,0
2,2
2,7

 

Brasil

147.000,00

8.547.000

17,2

Fonte: IBGE, Anuário Estatístico do Brasil, 1994.

 

No período 1950-1991, enquanto o percentual de jovens (0 a 14 anos) diminuiu de 42 para 35%, o percentual de idosos quase dobrou: passou de 4,0 para 7,5%. No mesmo período, a expectativa de vida do brasileiro passou de 46 para 65,5 anos.

Apesar dos avanços demográficos ocorridos, é importante lembrar que os números apresentados refletem apenas a média do país. Se analisados ao nível das diferentes camadas sociais e regiões do país, veremos que existem enormes disparidades demográficas. Por exemplo:

  • A média de vida dos brasileiros mais ricos (cerca de 70 anos) é muito superior à dos brasileiros mais pobres (aproximadamente 50 anos).

  • A esperança ou expectativa de vida na Região Sul é de 69 anos; e na Região Nordeste é de 64 anos;

  • A taxa de fecundidade da Região Nordeste (4,0) é quase o dobro da taxa da região Sul (2,3).

  • Os idosos da Região Sudeste são 8,0% da população, contra apenas 5,4 % na região Norte.

As recentes modificações ocorridas na estrutura etária da população brasileira transformaram o Brasil, de um país tipicamente "jovem", isto é, de população jovem, em um país "adulto". A atual estrutura etária do Brasil coloca-o em posição intermediária entre os países de população jovem e os países de população velha.

 

 

ot14.gif (148 bytes) Menu Geo População

Frigoletto.com.br - A geografia em primeiro lugar

Copyright © 2000 - 2004 Eduardo Frigoletto de Menezes. All Rights Reserved