Home | Glossário | Fale conosco  

  

 

Alemanha precisa de imigrantes

 

À medida que a população do país diminui e envelhece, por causa das baixas taxas de natalidade, a Alemanha precisa admitir 50 mil imigrantes por ano ou irá defrontar-se com a falta de trabalhadores.

 

Uma comissão governamental selecionará os imigrantes de acordo com um sistema baseado em idade e ocupação, algo semelhante ao que fazem países como o Canadá.

 

Quotas separadas deverão ser estabelecidas para estudantes e trabalhadores especializados de setores da economia com falta de mão-de-obra. Junto a isso, apoio financeiro deverá ser dado por programas para melhor integrar os estrangeiros que vivem na Alemanha.

 

Os principais partidos políticos do país mudaram seu velho discurso de que a Alemanha não está aberta à imigração, dadas as previsões de que a população alemã poderá diminuir em 25 por cento dos atuais 82 milhões nos próximos 50 anos.

 

No ano passado, o presidente Schroeder lançou um programa similar ao norte-americano de green cards para cobrir a falta de especialistas em computação no país.

 

A União Democrata-Cristã (CDU), no entanto, criticou a decisão com uma campanha cujo tema era "crianças, em vez de indianos", pedindo que houvesse maiores gastos com educação e não imigração.

 

Apesar dos principais partidos políticos cada vez mais aceitarem que a imigração seja essencial para o futuro da maior economia da Europa, muitos alemães opõem-se a entrada de estrangeiros -- que já formam cerca de 10 por cento da população do país --, especialmente em tempos de altas taxas de desemprego.

 

Um problema que vem aumentando é o crescente anti-semitismo no país e violência racial.

 

ot14.gif (148 bytes) Menu Geo População

Frigoletto.com.br - A geografia em primeiro lugar

Copyright © 2000 - 2004 Eduardo Frigoletto de Menezes. All Rights Reserved