Home | Glossário | Fale conosco  

  

Outubro de 2004

Sindicalização e cobertura previdenciária têm os maiores aumentos desde 1993

 

Cresceu em 4,0% o número de contribuintes para a previdência, de 2002 para 2003, e este foi o maior aumento desde 1993. Em 2003, cerca de 46,4% da população ocupada (36,7 milhões de trabalhadores) contribuía para a previdência - a maior participação desde 1992. Tal crescimento deve-se, em grande parte, ao aumento do contingente de trabalhadores com carteira assinada. O aumento do número de contribuintes com instituto de previdência no trabalho principal foi de 8,9% no setor agrícola – no qual há 1,8 milhão de contribuintes – e de 3,8% no setor não agrícola (34,8 milhões de contribuintes). No Brasil, 21,8 milhões de homens e 15,0 milhões de mulheres contribuem para a previdência, em qualquer trabalho.

 

A PNAD 2003 detectou 14,0 milhões de trabalhadores sindicalizados no Brasil. Este contingente aumentou em mais 842 mil pessoas em relação ao de 2002. Trata-se de um aumento de 6,4%, o maior ocorrido desde 1993. Educação, saúde e serviços sociais (29,2%) e Administração pública (26,6%) são os grupamentos com os maiores percentuais de trabalhadores sindicalizados, enquanto Serviços domésticos (1,6%) e Construção (6,9%) têm os menores percentuais.

Fonte: IBGE

 

ot14.gif (148 bytes) Menu Geo População

Frigoletto.com.br - A geografia em primeiro lugar

Copyright © 2000 - 2004 Eduardo Frigoletto de Menezes. All Rights Reserved