Home | Glossário | Fale conosco  

  

Outubro de 2004

 

Composição da região Centro-Oeste reflete correntes migratórias que recebeu nas últimas décadas

 

Em 2003, a proporção de pessoas não-naturais da Unidade da Federação de residência ficou em 36,3% na região Centro-Oeste, em contraste com a da região Nordeste (7,8%). Enquanto a composição do Nordeste mostrou os efeitos das saídas históricas de sua população em busca de condições de vida melhores em outras áreas do País, as composições das regiões Centro-Oeste e Norte urbana refletiram as correntes migratórias que receberam nas últimas décadas.

 

Como resultado dos movimentos migratórios, as pessoas não-naturais do município de residência representavam 40,5% da população do País e as não-naturais da Unidade da Federação de moradia, 16,2%.

 

Como as levas migratórias concentram, na maior parte, pessoas adultas que se deslocam, principalmente, em busca de melhores oportunidades de trabalho, os migrantes apresentam estrutura etária mais envelhecida. Em 2003, as pessoas de 18 a 59 anos de idade constituíam 54,4% na população de naturais da Unidade da Federação e 71,5% na de não-naturais.

 

Isso se reflete no trabalho. Em 2003, o nível de ocupação (percentual de pessoas ocupadas na população de 10 anos ou mais de idade) do contingente de migrantes continuou superando o de não-migrantes. Este indicador situou-se em 58,1% para as pessoas não-naturais da Unidade da Federação e 54,8% para as pessoas naturais.

 

Fonte: IBGE

 

ot14.gif (148 bytes) Menu Geo População

Frigoletto.com.br - A geografia em primeiro lugar

Copyright © 2000 - 2004 Eduardo Frigoletto de Menezes. All Rights Reserved