Ventos

 

Ventos são deslocamentos de ar das zonas de alta pressão para as zonas de baixa pressão.

 

A diferença entre as pressões atmosféricas das zonas anticiclonal e ciclonal determina a velocidade do vento, que pode ser: fraco, moderado, forte, violento e furacão.

 

O furacão possui ação devastadora, pois destrói quase tudo por onde passa. Ocorre com freqüência na América Central e quase sempre atinge a América do Norte.

 

A velocidade do furacão é, em geral, superior a 90 quilômetros por hora.

 

A velocidade do vento é medida em metros por segundo, por um aparelho chamado anemômetro. A biruta, ou anemoscópio, é usada para indicar a direção e o sentido do vento.

 

Os ventos podem ser constantes, ou regulares, periódicos, variáveis, ou irregulares, e locais.

 

Principais tipos de ventos:

 

Constantes

  • alísio

  • contra-alísio

Periódicos

  • brisa

  • monção

  • variáveis ou irregulares

  • locais

 

Alísios e Contra-Alísios

 

Alísios são os ventos que sopram constantemente dos trópicos para o equador, em baixas altitudes.

 

Os alísios são ventos úmidos que provocam chuvas nas imediações do equador, onde ocorre o encontro desses ventos. Por essa razão, a zona equatorial é a região das calmarias equatoriais chuvosas.

 

Os contra-alísios sopram do equador para os trópicos, em altitudes elevadas.

 

Os contra-alísios são ventos secos e os responsáveis pelas calmarias tropicais secas que geralmente ocorrem ao longo dos trópicos.

 

Os maiores desertos da Terra se encontram juntos a essas zonas atravessadas pelos trópicos.

 

Monções

 

Monções são ventos que sopram, durante o verão, do Índico para a Ásia Meridional e, durante o inverno, da Ásia Meridional para o oceano Índico.

  • Monções Marítimas: sopram do Índico para o continente e provocam excessivas chuvas na Ásia Meridional, causando enchentes e inundações.

  • Monções continentais: sopram do continente para o oceano Índico e provocam estiagens ou secas prolongadas no sul da Ásia.

As Brisas

 

As Brisas são ventos periódicos que sopram , durante o dia, do mar para o continente e, durante a noite, do continente para o mar.

 

O jangadeiro vai para alto-mar pescar, durante a noite, ajudado pelas brisas continentais e volta, durante o dia, auxiliado pelas brisas marítimas.

Disponível em: www.frigoletto.com.br

 

 ot14.gif (148 bytes) Menu Geo Física

Frigoletto.com.br - A geografia em primeiro lugar

Copyright © 2000 - 2004 Eduardo Frigoletto de Menezes. All Rights Reserved