Home | Glossário | Fale conosco  

  

Distribuição geográfica da insolação e radiação líquida sobre a superfície da Terra

 

Vários fatores explicam as diferenças de comportamento das superfícies terrestres e aquáticas com relação à insolação:

 

a) É sabido que o albedo da superfície terrestre é geralmente maior que o das aquáticas.

 

b) Também as superfícies aquáticas são transparentes propiciando que os raios do sol penetrem mais profundamente nela que na superfície terrestre que é opaca.

 

c) O modo de transferência de calor na água se dá por convecção, um método mais eficiente e rápido que o solo que é o de condução.

 

d) O calor específico da água é maior do que o da terra, tendo que absorver cinco vezes mais energia calorífica para elevar sua temperatura em nível igual ao de uma massa de solo seco semelhante.

 

Também os aspectos de altitude, posição geográfica (vertentes voltadas para o Sul ou Norte) onde há maior ou menor exposição ao sol. Maiores quantidades de insolação são recebidas nas zonas subtropicais, que apresentam valores ligeiramente mais elevados que a zona equatorial, com mais nuvens.

 

Diminui em direção aos pólos.

 

Nos desertos até 80% da radiação solar incidente sobre o topo da atmosfera durante o ano atinge o solo.

 

Também as épocas do ano influem nos valores da insolação:

 

Em Dezembro:

 

Os valores de insolação são mais elevados no hemisfério Sul que no hemisfério Norte, enquanto a situação inversa ocorre em Junho. Os valores mais elevados de insolação ocorrem na África Meridional, na Austrália Central e na América do Sul.

 

Com exceção dos valores relativamente altos que ocorrem sobre a zona de savanas da África Ocidental e do Sudão, os valores de insolação geralmente diminuem continuamente em direção ao pólo sul. Além do Círculo Polar Ártico a insolação é zero, pois esta área está continuamente na escuridão.

 

Em Junho:

 

As maiores quantidades de insolação ocorrem na zona subtropical do hemisfério Norte. Os valores de insolação diminuem ligeiramente em direção ao pólo Norte, porém mais rapidamente em direção ao pólo Sul. Além do Círculo Polar Ártico os valores de insolação chegam até 14 kg cal/cm2 enquanto no Pólo Sul são menores que 2 Kg cal/cm2, acima da latitude 40º S. Durante esse período, a área situada além do Círculo Polar Antártico está continuamente na escuridão.

 

Disponível em: www.frigoletto.com.br

 

 ot14.gif (148 bytes) Menu Geo Física

Frigoletto.com.br - A geografia em primeiro lugar

Copyright © 2000 - 2004 Eduardo Frigoletto de Menezes. All Rights Reserved