Home | Glossário | Fale conosco  

  

"Efeito de continentalidade" e o "Efeito de estufa"

 

Continentalidade

 

São as diferenças nas propriedades térmicas existentes entre a terra e a água. A água tem uma tendência de armazenar o calor que recebe, a terra, por outro lado, rapidamente o devolve à atmosfera.

 

Estufa

 

A radiação infravermelha emitida pela atmosfera absorvida pela superfície terrestre é em parte contra-radiada, conforme valores abaixo:

 

355 Kly-ano - Radiação infravermelha emitida pela atmosfera

 

206 Kly-ano - Absorvida pela superfície terrestre

 

149 Kly/ano - Contra-radiada e liberada no espaço.

 

Teoricamente, com a maior emissão do Dióxido de Carbono pelas indústrias e automóveis, a absorção da radiação estaria aumentando e conseqüentemente a contra-radiação diminuindo, aumentando a temperatura média da Terra.

 

Falando mais simplesmente, refere-se à capacidade da atmosfera em absorver a radiação solar, mas não permitindo que a radiação terrestre saia para o espaço como se fosse "um vidro numa estufa".

 

O papel do ozônio, bióxido de carbono, vapor d’água e partículas materiais no balanço de radiação da Terra

 

A atmosfera absorve, reflete, difunde e reirradia a energia solar.

 

Cerca de 18% da insolação é absorvida diretamente pelo ozônio e pelo vapor d’água. O CO2 absorve radiação. A cobertura de nuvens impede a penetração da insolação. A quantidade de radiação refletida pelas nuvens depende não somente da quantidade e da espessura das mesmas, mas também do tipo de nuvem. Aproximadamente 25% da radiação solar é refletida de volta ao espaço pelas nuvens.

Disponível em: www.frigoletto.com.br

 

 ot14.gif (148 bytes) Menu Geo Física

Frigoletto.com.br - A geografia em primeiro lugar

Copyright © 2000 - 2004 Eduardo Frigoletto de Menezes. All Rights Reserved