Home | Glossário | Fale conosco  

  

 

 

Países Desenvolvidos e Países Subdesenvolvidos

 

CARACTERÍSTICAS DOS PAÍSES DESENVOLVIDOS

  • Dominação econômica;

  • Apresentam estrutura industrial completa, produzem todos os tipos de bens;

  • Agropecuária moderna e intensiva, emprego de máquinas e mão-de-obra especializada.

  • Desenvolvimento científico e tecnológico elevado;

  • Modernos e eficientes meios de transporte e comunicação;

  • População urbana é maior que a população rural, são urbanizados. Exemplo: Inglaterra, EUA, Alemanha, etc.

  • População Ativa empregada, em principalmente, nos setores secundário e terciário. Exemplo: Estados Unidos, Reino Unido, Alemanha;

  • Pequeno número de analfabetos;

  • Elevado nível de vida da população;

  • Boas condições de alimentação, habitação e saneamento básico;

  • Reduzido crescimento populacional;

  • Baixa taxa de natalidade e mortalidade infantil;

  • Elevada expectativa de vida.

As sociedades desses países são altamente consumistas isto é percebido sobretudo devido ao poder aquisitivo elevado da sociedade e a grande quantidade produtos com tecnologia avançada, que são lançados no mercado a cada ano. Se todas as nações do mundo passassem a consumir supérfluos com a mesma intensidade das nações desenvolvidas o mundo entraria em colapso, pois, não haveria matéria-prima suficiente para abastecer a todos os mercados.

 

A luta por melhores condições de vida da população é visível, principalmente no que diz respeito a uma melhor distribuição de renda, não existindo grandes disparidades entre uma classe social e outra. Para que isso fosse possível foi necessário a participação direta da sociedade, exigindo dos seus governantes uma postura voltada para os interesses da população.

 

Os governos passaram a cobrar mais impostos das classes sociais mais favorecidas em prol da sociedade. Os impostos cobrados são direcionados à construção de escolas, habitações, estradas, hospitais, programas de saúde, aposentadorias mais justas, etc., isto foi possível graças ao engajamento consciente de todos os cidadãos na formação do Estado Democrático.

 

A democracia existe de fato nas nações desenvolvidas, e consiste num Estado de direito que resulta de reivindicações permanentes por parte dos cidadãos. A democracia é um processo contínuo de invenção e reivindicações de novos direitos.

 

CARACTERÍSTICAS DOS PAÍSES SUBDESENVOLVIDOS

  • Passaram por um grande processo de exploração durante o período colonial. Colônia de Exploração;

  • Baixo nível de industrialização, com exceção de alguns países como: Brasil, México, os Dragões de Exploração;

  • Dependência econômica, política e cultural em relação às nações desenvolvidas;

  • Deficiência tecnológica e baixo nível de conhecimento científico;

  • Rede de transporte e meios de comunicação deficientes;

  • Baixa produtividade na agricultura que geralmente emprega numerosa mão-de-obra;

  • População Ativa empregada principalmente nos setores primários ou no setor terciário em atividades marginais (camelôs, trabalhadores sem carteira assinada etc). Exemplo: Brasil, Etiópia, Uruguai;

  • Cidades com crescimento muito rápido e cercada por bairros pobres e miseráveis;

  • Baixo nível de vida da maioria da população;

  • Crescimento populacional elevado;

  • Elevada taxa de natalidade e mortalidade infantil;

  • Expectativa de vida baixa.

Existem países subdesenvolvidos que são fortemente industrializados como é o caso do Brasil, México, Argentina, Dragões Asiáticos, etc. A industrialização existente nesses países na verdade é sustentada por países desenvolvidos, que os utilizam para expandir seus parques industriais e garantir lucros vultuosos. Um exemplo nítido de expansão industrial é, o caso dos Dragões Asiáticos que evoluíram enormemente nas últimas décadas, principalmente no setor industrial através do capital e tecnologia japonesa.

 

Alguns fatores atraem esses investimentos estrangeiros para os países subdesenvolvidos, como:

  • Mão-de-obra barata e numerosa;

  • Muitas vezes são isentos de pagamento de impostos;

  • Doação de terrenos por parte do governo;

  • Remessa de lucro das transnacionais para a sede dessas empresas;

  • Legislação flexível.

Na visão de alguns escritores como Demétrio Magnoli "A grande mutação na economia mundial e na geopolítica planetária agravou as desigualdades entre a acumulação de riquezas e a disseminação da pobreza. O desenvolvimento assume padrões crescentemente perversos, marginalizando parcelas maiores da população. Em escala mundial, a década de 80 presenciou uma ampliação da fratura econômica entre o Norte e o Sul. Atualmente, os 20% mais ricos da população do planeta repartem entre si 82,7% da riqueza, enquanto os 20% mais pobres dispõem apenas de 1,4%."

 

A partir daí podemos afirmar que o desenvolvimento em partes dos países centrais são de fato sustentados à custa da exploração dos países periféricos.

 

 ot14.gif (148 bytes) Menu Geo Econômica

Frigoletto.com.br - A geografia em primeiro lugar

Copyright © 2000 - 2004 Eduardo Frigoletto de Menezes. All Rights Reserved