Home | Glossário | Fale conosco  

  

 

Asean – Associação das Nações do Sudeste Asiático

 

No final do ano 2000 em Cingapura, líderes asiáticos injetaram uma dose de realidade ao plano de integração econômica regional, alertando que a criação de uma zona de livre comércio na Ásia era um projeto de longo-prazo.

 

Os 10 membros da Associação das Nações do Sudeste Asiático (ASEAN), ao final de três dias de conversações, também reconheceram que o plano de formar um grupo político com o Japão, China e Coréia do Sul não sairia do papel tão cedo.

 

"Todos os líderes entendem que essas são meras idéias que devem ser estudadas e cuja implementação se dará a longo-prazo", afirmou o primeiro-ministro de Cingapura, Goh Chok Tong, em uma coletiva de imprensa.

 

O premiê da Malásia, Mahathir Mohamad, concorda. "Achamos que existe a possibilidade de uma zona de livre comércio e investimento, mas isso não ocorrerá tão logo", disse ele.

 

As precauções de Goh contradizem seu tom exaltado no dia anterior, quando sugeriu "duas grandes idéias"de uma zona de livre comércio e ligações institucionais com o Nordeste Asiático, que emergiram do encontro dos líderes da ASEAN com os três importantes vizinhos.

 

Goh, em particular, afirmou que a precipitação poderia arruinar a ASEAN. As economias da China, Japão e Coréia do Sul, combinadas, produzem cinco vezes mais do que os parceiros pobres do Sudeste Asiático.

 

"Há, claro, o risco da ASEAN desaparecer", disse Goh. "Se compararmos os membros da ASEAN com o Leste Asiático, nós somos completamente inexpressivos economicamente."Goh acredita que, no momento, a ASEAN deve se concentrar na integração de seus quatro membros mais pobres -- Laos, Camboja, Vietnã e Mianmar -- que não tinha se juntado ao grupo, de 33 anos, até 1990.

 

Mahathir completou: "Precisamos identificar os problemas e preocupações de nossos parceiros para assegurar que essas idéias não serão prejudiciais para alguns dos nossos membros menos desenvolvidos."Sérias considerações sobre a criação de uma área de livre comércio, seja com a China apenas ou com os três parceiros do Nordeste Asiático, irá obrigar primeiramente a ASEAN a liberar suas economias e concluir sua própria zona de livre comércio.

 

Isso já representa uma tarefa complicada aos países que ainda não se recuperaram completamente da crise de 1997, que levou a região a uma crise profunda.

 

 ot14.gif (148 bytes) Sub-Menu Blocos Econômicos

Frigoletto.com.br - A geografia em primeiro lugar

Copyright © 2000 - 2004 Eduardo Frigoletto de Menezes. All Rights Reserved